Motivação intrínseca X motivação extrínseca: quais as diferenças e os impactos causados em treinamentos corporativos?

A motivação intrínseca X motivação extrínseca possuem diferenças consideráveis, além de representarem um impacto importante durante os treinamentos corporativos dos colaboradores, principalmente quando a gamificação está atrelada à capacitação.


A motivação é um tema relevante de ser pautado nas empresas porque todas as pessoas, inclusive colaboradores, precisam estar motivados para que as atividades sejam realizadas com precisão e resultados.

Existem dois modelos de motivação, a intrínseca e a extrínseca. Ambas são essenciais de serem compreendidas porque possuem propósitos diferentes, mas são igualmente importantes, tanto para os colaboradores quanto para a empresa.

Quais são as diferenças entre motivação intrínseca X motivação extrínseca?

Todas as organizações reconhecem a importância da motivação no trabalho, visto que ela é um dos fatores mais importantes para gerar o sentimento de reconhecimento, valorização e pertencimento aos colaboradores.

A motivação também é capaz de impulsionar a produtividade das equipes para que os resultados traçados pela empresa sejam alcançados, como suas metas e objetivos.

Logo, pode-se afirmar que, tanto a motivação intrínseca quanto a motivação extrínseca, agregam benefícios relevantes para a companhia e combatem a rotatividade da empresa ao conseguir reter os seus talentos.

Porém, como diferenciar ambos os modelos de motivação e como aplicá-los da melhor maneira na sua empresa? É o que está explicado a seguir, acompanhe.

Modelo #1: motivação intrínseca

Uma pessoa que vivencia a motivação intrínseca é movida por meio da diversão ou do desafio, não da cobrança ou prêmios.

Sendo assim, a motivação intrínseca diz respeito à motivação genuína, onde não há um incentivo ou uma consequência externa para que o colaborador se envolva com suas atividades, mas que queira realizá-las por satisfação própria.

Esse modelo de motivação é bastante individual porque o que motiva uma pessoa pode não motivar a outra, e essa situação é bastante comum dentro de um time, geralmente sendo movido pelo altruísmo, cooperação e sentimento de pertencimento em equipe.

Como resultado, os colaboradores têm maior tendência a realizar atividades que despertem sua curiosidade, proporcionem entretenimento, entreguem novidades e tenham a chance de absorverem novos conhecimentos e desenvolverem suas habilidades e competências.

Modelo #2: motivação extrínseca

Em contrapartida à motivação intrínseca, a extrínseca é quando a pessoa precisa realizar alguma atividade, mas não pela satisfação própria, mas sim porque há algum fator externo demandando que seja feito. 

Essa motivação externa é chamada de extrínseca e é, comumente, baseada em algum desejo que o colaborador tenha em relação a uma recompensa. Por exemplo, reconhecimento social ou bens materiais.

Inclusive, é válido ressaltarmos que os desejos são individuais e que cada colaborador possui o seu. É por isso que surge o teste de Bartle, para saber como motivar os membros da equipe de forma individual e eficiente por meio de recompensas certeiras para cada um.

Qual o impacto da motivação nos colaboradores durante treinamentos corporativos?

Ambos os modelos de motivação devem ser usados de forma saudável para que, de fato, exerçam uma influência positiva nos colaboradores e tragam resultados reais para a empresa.

A motivação extrínseca gera um grande impacto aos membros da equipe que não têm interesse próprio para buscarem pelo conhecimento necessário para desenvolverem suas habilidades técnicas e comportamentais.

Sendo assim, propor recompensas ao final do treinamento corporativo é um propulsor para estes colaboradores participarem do ensino.

Inclusive, uma equipe que é motivada de maneira extrínseca pode ter sua motivação transformada em intrínseca ao receber feedbacks construtivos sobre suas performances, o que resulta, também, na promoção da cultura da aprendizagem contínua.

Por outro lado, se os membros da equipe já possuem o interesse genuíno em percorrerem as trilhas de aprendizagem, o recomendado é que as recompensas não estejam presentes ao final do processo, evitando que transmita a impressão do ensino ser uma obrigação.

Para estes colaboradores, o indicado é que o ensino seja disponibilizado de maneira divertida, interessante e prazerosa, permitindo que cada participante encontre suas próprias razões para embarcar na capacitação e se aperfeiçoar através dela.

Portanto, é possível afirmar que o impacto que a motivação intrínseca X motivação extrínseca geram nos colaboradores durante os treinamentos corporativos é imprescindível para estimular o desenvolvimento de habilidades técnicas e comportamentais com eficiência em todos os profissionais.

Como a gamificação se relaciona com os dois modelos de motivação?

Como já visto, a motivação é um tema bastante relevante para que os colaboradores consigam atingir bons resultados na empresa, e uma das melhores ferramentas para auxiliar nesse impulsionamento é a gamificação.

A gamificação é uma solução em treinamentos corporativos que faz uso das mecânicas de jogos para envolver os colaboradores na aprendizagem, proporcionando diversão ao mesmo tempo que entrega o conhecimento necessário para se desenvolverem.

Dentro dessa solução, existem sistemas de pontuações, ranqueamento de participantes e recompensas. Inclusive, também há a possibilidade de elaborar desafios para os colaboradores e envolvê-los ainda mais no aprendizado.

Então pode-se afirmar que a gamificação se relaciona com os dois modelos de motivação, tanto divertindo quanto recompensando os colaboradores. Logo, é uma ferramenta relevante para ambas as motivações.

Qual é o papel da liderança corporativa para a motivação dos colaboradores?

Por fim, a liderança corporativa desempenha um papel fundamental na motivação dos colaboradores e em seu desenvolvimento porque é responsável por prestar suporte, orientar, servir de exemplo e inspirar os demais profissionais.

Sendo assim, o papel do líder é imprescindível para que toda a equipe obtenha bons resultados, tanto de maneira pessoal e profissional quanto para a empresa, atingindo as metas e objetivos do negócio.

Conclusão

Os dois modelos de motivação mostram a sua importância e o seu impacto para as organizações alcançarem bons resultados no mercado por meio do desenvolvimento de colaboradores em treinamentos corporativos.

Portanto, agora que você compreende o que são motivação intrínseca X motivação extrínseca, como a gamificação se relaciona com elas e o importante papel do líder para a equipe, chega o momento de conhecer a Niduu.

Nós, da Niduu, somos uma solução em capacitação de colaboradores e fazemos uso da gamificação para envolvê-los no aprendizado e agregar vantagens competitivas para o seu negócio. 

Entre em contato conosco e descubra como as nossas soluções impulsionam a motivação intrínseca X motivação extrínseca dos seus profissionais durante os treinamentos corporativos agora!

Colaboradores motivados

Fonte: Niduu - Disseminando Conhecimento.

Niduu Somos uma startup de Educação Corporativa com uma solução que consegue treinar todos os colaboradores de qualquer nível de forma contínua, dinâmica e efetiva com base na Microlearning, Mobile Learning e Gamificação.

Comentar
Compartilhar