Transformação cultural: 5 principais práticas para sua eficiência nas empresas

A transformação cultural é responsável por impactar positivamente as métricas que os gestores da empresa e líderes de equipe tanto se preocupam, estando diretamente relacionada a cinco práticas benéficas para o crescimento do negócio.


A cultura de uma empresa é o conjunto de valores, políticas e práticas comportamentais que a companhia possui e pratica todos os dias no negócio. Como resultado, esse conjunto reflete na maneira que a organização se apresenta ao mercado, tanto como marca empregadora para novos talentos, quanto para os clientes do estabelecimento.

Uma vez que uma boa cultura organizacional é estabelecida, implementada e abraçada pelos colaboradores, as seguintes vantagens competitivas são observadas:

  • Aumento da motivação, do engajamento e da produtividade da equipe;
  • Talentos bem qualificados e preparados para desempenhar o cargo com excelência;
  • Surgimento de uma ética profissional exemplar com um capital humano otimizado;
  • Inclusão e equidade de grupos sociais minoritários na empresa e a sua integração eficiente e inclusiva;
  • Diminuição da rotatividade e do absenteísmo de colaboradores.

No entanto, o que acontece quando a cultura de uma empresa é desestruturada ou equivocada? Resposta: ela causa diversos malefícios para a organização, como a falha na gestão da diversidade, colaboradores desqualificados, além de gestores e líderes despreparados para a liderança

Esses malefícios ainda são encontrados em muitas companhias, mas podem ser combatidos com uma cultura bem estruturada, onde os talentos se unem para conquistar as metas e objetivos da organização.  

Então se a sua empresa não está conquistando as vantagens de uma boa cultura organizacional, é o momento dela passar por uma transformação cultural.

5 práticas benéficas para uma transformação cultural eficiente nas empresas

Existem cinco práticas que colocam a transformação cultural em ação na sua empresa, mas também são grandes beneficiadoras do negócio. Para conhecê-las, acompanhe a seguir.

Prática #1: interligar estratégias empresariais à cultura organizacional

As estratégias estão diretamente relacionadas à cultura organizacional da companhia. Como o Guia de Cultura Corporativa para a Liderança, da Harvard Business Review, aponta: 

“A estratégia oferece uma lógica formal para as metas da empresa e orienta seus envolvidos. A cultura expressa as metas através de valores e crenças, além de orientar as atividades do cargo por meio de suposições compartilhadas e normas de equipe”.

Assim, quando a transformação é apresentada com uma estratégia inspiradora, que carrega propósito e possui metas e objetivos bem traçados, os colaboradores a internalizam de maneira natural e voluntária.

Prática #2: alinhar colaboradores e empresa à cultura do negócio

Quando a cultura se torna bem estruturada, com valores centrais e prioridades básicas para a equipe caminhar com excelência em suas funções - tanto individuais quanto em grupo - o alinhamento entre as partes se torna realidade.

Como resultado, os talentos desenvolvem autonomia para tomarem suas próprias decisões e assumir responsabilidades, já que as metas e objetivos são claros, as normas são de conhecimento geral e os valores e crenças fazem parte do dia a dia na empresa.

Inclusive, para manter o alinhamento entre os colaboradores e a empresa, é essencial que haja uma liderança exemplar e inspiradora.

Prática #3: atrair, recrutar e reter os talentos certos

Quando a transformação cultural acontece na empresa, é comum que haja membros da equipe que não consigam se adaptar aos novos valores e normas, tomando a decisão de se desligarem da companhia.

Esse é o momento de repensar o processo de recrutamento e seleção para atrair e reter os talentos certos para a equipe, que possuam fit cultura com a empresa.

Uma cultura organizacional clara e transparente atrai bons talentos devido à imagem positiva da marca no mercado, além de retê-los por meio de uma integração  eficiente. Caso você queira, aqui está um checklist completo de integração.

Prática #4: melhorar a moral e ética profissional de todos os contratados

A moral e a ética profissional da equipe tem grande parcela na cultura organizacional da empresa. Então, se a companhia possui colaboradores de índole duvidosa, um ambiente disfuncional é criado e compromete toda a organização.

Agora, caso acredita-se que a moral e a ética dos contratados devam ser desenvolvidas, é indicado que seja implementado um programa de treinamentos corporativos que foque nos elementos culturais da empresa para reforçar o alinhamento entre as partes.

Nesse caso, a melhor opção são capacitações personalizadas de acordo com as necessidades da equipe e da empresa. Você pode entrar em contato com a Niduu para consultar as melhores soluções para o caso da sua companhia.

Os resultados provenientes de uma boa moral e ética profissional incluem o sentimento de pertencimento dos colaboradores à equipe, a satisfação no trabalho, a melhora na saúde física e mental, e mais. Tudo graças ao senso de propósito que a transformação cultural agrega.

Prática #5: planejar a progressão de carreira, sucessão e continuidade de cargos

A prática de planejar a sucessão e continuidade de cargos é uma decisão inteligente para empresas que desejam perpetuar a nova cultura organizacional visto que, com a transformação, se torna simples identificar quais são os talentos envolvidos nos processos e que merecem ser contemplados com as oportunidades da companhia.

Por exemplo, quando surge a necessidade de suceder algum profissional em seu cargo, a empresa com uma cultura organizacional bem implementada conhece seus colaboradores e quais melhor se adequam às demandas da vaga, entregando o cargo para um destes.

Para tornar o processo de transição de cargo mais tranquilo e resiliente, é recomendado que haja o investimento em elementos culturais contínuos, os quais independem da liderança, das estratégias da companhia ou das tendências do mercado.

Consideração final a respeito da transformação cultural

A transformação cultural surge para otimizar todos os processos da empresa ao reformular a cultura organizacional do negócio e impactar positivamente os colaboradores, os quais ganham a oportunidade de desenvolvimento e crescimento na companhia.

Acima você também descobriu cinco maneiras benéficas de colocar a transformação em prática, driblando os malefícios de uma cultura disfuncional e começando a colher as vantagens competitivas que ela agrega à organização.

Agora chega o momento da sua empresa implementar as práticas citadas aqui para promover a transformação cultural na companhia também. Inclusive, não deixe de entrar em contato conosco, da Niduu, para os gestores, líderes de equipe e colaboradores receberem o suporte necessário nessa evolução!

Fonte: Niduu - Disseminando Conhecimento.

Niduu Somos uma startup de Educação Corporativa com uma solução que consegue treinar todos os colaboradores de qualquer nível de forma contínua, dinâmica e efetiva com base na Microlearning, Mobile Learning e Gamificação.

Comentar
Compartilhar