Gamificação: uma incrível técnica para otimizar seu T&D

Gamificação é o uso de técnicas e raciocínios de design, mecânicas e elementos de jogos de videogame aplicados em conceitos de não jogo. O uso desta poderosa ferramenta ganhou destaque depois do lançamento do livro “O jogo do trabalho”, de Charles Coonradt. Nele se explica o motivo que algumas pessoas pagam para praticar esportes no seu tempo livre e se dedicam ao máximo. Porém, no seu emprego não existe a mesma motivação. Segundo o autor, existem elementos que explicam esta situação e que podem ser aplicados ao contexto organizacional.

O poder que esta técnica tem de agregar vantagens aos negócios são múltiplas. Não se exige logística para entrega do material e o melhor de tudo, gera receita a partir da economia de recursos feita na aplicação.

Por exemplo, não será mais necessário reunir fisicamente todos os colaboradores da empresa para um treinamento. Todos podem participar de seus computadores com o material de gamificação. E assim absorverem o conteúdo por meio de tarefas divertidas praticadas fora do horário de trabalho.

Benefícios da Gamificação no T&D

Os benefícios do uso desta técnica podem ser poderosos aliados da gestão da liderança do seu time, ou público-alvo. Alguns elementos que são inerentes às funções de um gestor podem se tornar mais completas ou serem reformuladas com o uso da gamificação. Conheça:

1. Estabelecer claramente as metas

Nos jogos de videogame sabemos exatamente quem está ganhando ou perdendo, somente por observar o placar ou score. Muitas vezes no ambiente corporativo os empregados não recebem orientação de metas em relação ao seu desempenho. Às vezes, esta prática nem mesmo existe. Ao tomar ciência do seu desempenho, o empregado pode canalizar seus esforços em caminhos mais assertivos para atingir metas e resultados.

2. Usar o princípio da escolha para tomar as melhores decisões

Em jogos de videogame o usuário pode fazer suas próprias escolhas e decidir qual caminho seguir. Claro que nas empresas nem sempre isso é viável, porém dar autonomia para empregado escolher qual caminho seguir pode ser muito enriquecedor para ambos os lados.

3. Fornecer feedback

Em videogames o usuário consegue saber a todo o momento sua localização, seu desempenho na partida e até ganhar prêmios pela sua colocação. Trazer isso para sua organização é ajudá-lo a melhorar seu desempenho. Isso pode ocorrer estabelecendo as regras do jogo como os limites, certezas e desempenho desejado.

4. Motivar

Durante uma partida de videogame, existe aquela vontade imensa de ganhar, de ser reconhecido e ser melhor no jogo. Isso é motivação. Os jogadores encontram na motivação a respostas para transpor as barreiras impostas e superar as adversidades. Não seria este o sonho de qualquer gestor? Ter uma equipe motivada, que trabalha em prol de um objetivo em comum: o sucesso dos negócios.

Tendência Global

Além de ser um artifício poderoso, a gamificação é uma tendência global e muito necessária.

A Deloitte, empresa de pesquisa e apontamentos futuros, listou a gamificação entre as dez principais inovações tecnológicas para os próximos anos. em seu relatório de inovações para o futuro. E não para por aí: a estimativa do Gartner é que, até 2018, a gamificação será um mercado de mais de 5 bilhões de dólares no mundo todo.

Outros indicadores também mostram onde esta ferramenta pode ser mais bem empregada nas organizações.

A Gallup, empresa americana de pesquisa de opinião, divulgou um estudo global em que apenas 13% dos colaboradores são engajados com suas empresas. Enquanto a Harvard Business Review publicou o resultado de uma pesquisa onde mostra que no Brasil somente 27% dos funcionários são engajados com suas corporações.

Aplicações da Gamificação no T&D

Claro que uma ferramenta tão poderosa não pode e não deve ser restringida a apenas alguns stakeholders das organizações. Suas aplicações são inúmeras e pode ser usada de maneiras diferentes a cada público que a organização deseja trabalhar e desenvolver relacionamento. Alguns públicos que podem ser facilmente trabalhados são:

Público Interno: Treinamentos e técnicas de e-learning podem ser facilmente absorvidas pelo público interno da organização.

(Aqui te mostramos quais são as vantagens e desvantagens do e-learning corporativo.)

Ao invés de fazer empenhos em recursos dos treinamentos físicos, no modo tradicional, com a gamificação todos podem ser treinados onde estiverem. O conteúdo é passado de forma otimizada e de fácil atualização.

Público Externo: Clientes adoram inovação e ter contato com tecnologias. E se for através da sua empresa melhor ainda, não é mesmo? Aplicativos de realidade virtual fazem um grande sucesso entre clientes, sendo um ótimo exemplo de gamificação. Além disso, usar esta técnica para divulgar seus produtos ou chamar atenção para sua marca pode ser o diferencial que você precisa.

Cases de sucesso

80 das 500 maiores empresas do mundo já fazem uso da gamificação nos mais variados setores.

PwC: A companhia usa a técnica de gamificação para recrutar e selecionar os melhores candidatos em seus processos seletivos. Tudo começa, olhe só, pelas mídias sociais.

Bradesco: A maior rede bancária do Brasil usa a gamificação para treinar seus funcionários nas agências espalhadas pelo país. Isso sem precisar investir em treinamentos e deslocamentos.

Mc Donald’s: A rede de fast-food desenvolveu um jogo para ensinar novos funcionários a preparar os lanches e ainda ensinar as normas de higiene.

Cisco: a companhia investe em gamificação no departamento de vendas, para diminuir o tempo gasto com reuniões, treinamentos e melhorar o desempenho em assuntos comerciais.

Deloitte: A companhia desenvolveu treinamentos usando gamificação. Segundo o Huffington Post essa inovação diminuiu em 50% o tempo gasto com esta ação. Ainda manteve os alunos interessados por mais tempo.

Nike: A marca usou a técnica para engajar funcionários a baterem as metas necessárias. O resultado foi que 5 milhões de empregados ao redor do mundo estão fazendo uso da plataforma.

Estes e outros exemplos nos mostram que gamificação não é um projeto. Mas é um novo canal de negócio que pode gerar lucro e economia de custos para sua empresa.

E aí? Você já parou para pensar o que a técnica de gamificação pode fazer pela sua empresa hoje?

A Niduu pode te ajudar nisso. Deixe aqui seu dados para entrarmos em contato com você.

Fonte: Niduu - Disseminando Conhecimento.

Niduu Somos uma startup de Educação Corporativa com uma solução que consegue treinar todos os colaboradores de qualquer nível de forma contínua, dinâmica e efetiva com base na Microlearning, Mobile Learning e Gamificação.

Comentar
Compartilhar