Soft Skills: desenvolva as habilidades comportamentais de seus colaboradores

As Soft Skills são necessárias para todos os profissionais, independente de qual é a área de atuação e influenciando diretamente nos relacionamentos interpessoais e resultados da empresa.

Em qualquer processo de Recrutamento e Seleção, é de suma importância a identificação e análise das Soft Skills de todos os candidatos, que deverá ser observada por meio de dinâmicas em grupo, entrevistas ou testes comportais

Dessa forma, se torna mensurável a probabilidade de maior assertividade na hora de realizar novas contratações. Escolhendo por aqueles indivíduos que possuam o perfil que a vaga ofertada exige.

As Soft Skills são condutoras do comportamento geral do profissional, tanto em ambiente corporativo quanto nos ambientes privados da pessoa. 

Portanto, recrutador, atente-se!

O que é Soft Skill?

Engana-se quem pensa que Soft Skills são habilidades técnicas, adquiridas por meio de treinamentos e aprendizados de qualquer origem. Essas, na realidade, são as Hard Skills.

As Soft Skills são todas as competências comportamentais pertencentes a cada indivíduo, também podendo ser identificadas como atributos que levam os profissionais ao sucesso, tanto profissional quanto pessoal.

Logo, é perceptível que uma Soft Skill não é de fácil definição ou medição, é preciso que muita observação e análise sejam realizadas para traçar um perfil comportamental sem erros na hora da contratação.

Esse tipo de habilidade é geralmente vista em níveis de relacionamentos interpessoais, sendo mais difícil de se desenvolver do que as habilidades técnicas.

Portanto, as vezes, acaba sendo mais plausível realizar a seleção de um candidato que possua uma boa comunicação com a equipe do que aquele que tem um curso de inglês avançado, por exemplo.

Um profissional que possui um alto nivelamento de Soft Skills tem a inteligência emocional mais desenvolvida, resultando em maior foco, produtividade e motivação no ambiente corporativo.

Como resultado, esses profissionais são facilmente designados para cargos de liderança, pois sabem lidar com a pressão do trabalho assim como sabem lidar com outros colaboradores.

As Soft Skills Mais Valorizadas no Mercado

Conheça algumas das Soft Skills mais requisitadas no mercado de trabalho:

  • Colaboração: profissionais que sabem desenvolver um trabalho em grupo com excelência são bem vistos pelas empresas e por outros profissionais;
  • Flexibilidade: indivíduos que sabem se adequar às mudanças, tanto na Cultura Organizacional da empresa quando na realocação de cargo são mais valorizados;
  • Capacidade de Trabalhar Sob Pressão: colaboradores que sabem trabalhar em um ambiente que demanda sempre mais e sem perder o foco, gerenciando o tempo e o estresse, são pessoas que conquistam visibilidade dentro da companhia;
  • Comunicação Interpessoal: profissionais que possuem um alto nível de clareza ao transmitir informações ou ideias, ao mesmo tempo em que também sabem ouvir atentamente, são facilmente reconhecidos profissionalmente;
  • Resolução de Problemas: indivíduos que sabem solucionar problemas de forma eficiente e alcançar resultados reais são sempre requisitados pelas empresas;
  • Perfil de Liderança: pessoas que sabem engajar, motivar, inspirar e desenvolver talentos são altamente valorizados por empresas que precisam de líderes internos para alavancar o desempenho dos colaboradores na companhia. 

Com efeito de recrutar profissionais de alta eficiência, as skills estão sendo analisadas com maior precisão pelos recrutadores do RH e, inclusive, com essa medida, as empresas estão tornando o sucesso cada vez mais palpável.

Soft Skills e Hard Skills

A diferença de Soft Skills e Hard Skills é imensa. Soft Skills são habilidades comportamentais enquanto que as Hard Skills são habilidades técnicas.

Em outras palavras, as softs são parte do indivíduo que, geralmente, nasce com ele e as hards são aquelas que são aprendidas ao longo da vida, seja em faculdade, em treinamentos específicos ou em livros.

É por esse motivo que as Soft Skills são consideradas mais difíceis de se obter, já que um indivíduo que, apesar de possuir as Hard Skills bem desenvolvidas, não necessariamente tem a habilidade de comunicação interpessoal e suas ramificações.

As Hard Skills podem ser vistas em:

  • Graduação, Mestrado, Doutorado e MBA;
  • Proficiência em alguma língua estrangeira;
  • Certificações específicas e cursos técnicos;
  • Aprendizado e manuseio de ferramentas e operação de máquinas;
  • Desenvolvimento de softwares e habilidades em programas específicos de computador;
  • Ou em um simples jogo de xadrez, como visto na imagem acima. 

Logo, as hards acabam sendo de mais simples mensuração de nível profissional, sendo facilmente identificado em testes práticos ou formulários de questionamentos.

soft skills: desenvolva o comportamento de seus colaboradores com a Niduu

Como Desenvolver Soft Skills?

Como já dito acima, o desenvolvimento das Soft Skills não é fácil e exigirá muito desempenho do indivíduo que deseja aperfeiçoar suas habilidades comportamentais.

A fim dessa decisão ser colocada em prática, abaixo haverá 3 formas de desenvolver e fortalecer as Soft Skills que são mais valorizadas no mercado atual, acompanhe.

1. Adquirir Inteligência Emocional

Aprender a se autorregular nada mais é do que saber administrar as emoções, ou seja, desenvolver a inteligência emocional

Logo, será preciso aprender a identificar quando alguma emoção pessoal invade de forma negativa o ambiente de trabalho e afeta o desempenho do indivíduo. 

Sendo assim, essa pessoa precisará lidar com essa emoção ruim a fim de cessá-la para conseguir dar continuidade a um trabalho de qualidade para a empresa. 

Aprendendo a lidar com as emoções, independente de quais sejam, o colaborador conseguirá focar de forma mais efetiva nas tarefas a serem realizadas e, com isso, alcançar melhores resultados para a companhia

2. Aprender a Otimizar seu Tempo por meio de Gerenciamento de Tarefas e Comunicação Interpessoal

Certamente existem inúmeros fatores que podem interromper a produtividade do colaborador, mas é total responsabilidade dele saber gerenciar tempo e tarefa.

Portanto, é aconselhável que um planejamento estratégico pessoal seja realizado e cumprido, priorizando as atividades de maior urgência e importância e, sempre que possível, ir finalizando outras.

Sempre que algum fator externo comprometer o bom desenvolvimento do colaborador, ele deverá aprender a contornar o obstáculo e seguir pleno em suas atividades.

No entanto, se o “ladrão” da atenção for um colega de trabalho, o bom relacionamento interpessoal terá papel ativo, onde o profissional deverá informar com respeito e clareza, ao seu colega, que está difícil de adquirir concentração com ele ali.

3. Criar o Hábito de Dar Feedback e Saber Recebê-los

Profissionais que possuem as Soft Skills em destaque sabem dar e receber feedbacks, que são incrivelmente importantes para o aperfeiçoamento profissional de todos os indivíduos.

Portanto, para desenvolver as habilidades softs, é preciso que a pessoa saiba receber o feedback, analisá-lo e extrair tudo que for construtivo para incrementar sua carreira, assim como dar feedbacks claros e objetivos para colegas que precisam dele.

Saiba mais sobre como desenvolver as Soft Skills com o app da Niduu de capacitação de colaboradores e a entrega de relatórios sobre o aprendizado e aperfeiçoamento de cada um para você!

Treinamento Comportamental

O curso de Treinamento Comportamental apresenta técnicas para desenvolver as Soft Skills, habilidades comportamentais, no ambiente de trabalho e que, consequentemente, também resultarão em uma melhora pessoal do colaborador.

Inclusive, o curso abrange 3 skills valorizadas por empresas e ensina os tipos de temperamentos que resultam a partir daí. As soft skills abordadas são:

  • Comunicação;
  • Equilíbrio emocional;
  • Feedback. 

Como consequência, o colaborador que finalizar os ensinamentos do Treinamento Comportamental da Niduu na sua companhia, será um profissional com Soft Skills desenvolvidas e reforçadas

Logo, trazendo melhor relacionamento com a equipe, maior engajamento com a empresa e auxiliando na busca pelo sucesso dos negócios.

Resiliência

O curso de Resiliência busca entregas aos colaboradores participantes a importância e os benefícios de saber manter o autocontrole emocional

Com isso, será possível que o profissional aprende a identificar os tipos de emoções, tanto positivas quanto negativas, e suas consequências benéficas ou maléficas em ambiente corporativo. 

Como resultado, será ensinado a manter a resiliência e continuar realizando um trabalho eficiente, sem distrações e trazendo mensurações positivas e palpáveis para a empresa.

Assertividade e Empatia

O curso de Assertividade e Empatia desenvolve a habilidade comportamental de sentir empatia pelo outro, assim como a realização de uma comunicação interpessoal eficiente, se atentando em como passar a informação para o outro para que a análise seja feita corretamente, sem mal entendidos.

Sendo assim, o curso que ensina a assertividade na hora da comunicação e a empatia por terceiros é essencial para colaboradores que precisam desenvolver a objetividade, clareza e delicadeza de um relacionamento interpessoal. 

Comunicação Assertiva

O curso de Comunicação Assertiva, além do falado anteriormente sobre Assertividade e Empatia, abrangerá todos os ensinamentos para quem o colaborador conquiste a capacidade de se expressar de forma sincera, direta e clara.

Assim como, esse mesmo colaborador, aprenderá a ouvir as outras pessoas também, respeitando suas opiniões, crenças e mais diferenças.

Quando essa habilidade comportamental é bem desenvolvida e aperfeiçoada, a pessoa não possuirá empecilhos que o detenham de transmitir quaisquer informações que desejam, sem medo de ser mal compreendido.

Crenças Limitantes

As crenças limitantes podem ser vistas como a maior inimiga de uma carreira profissional ou, até mesmo, da vida pessoal do colaborador.

Isso acontece porque, conforme o indivíduo vá adquirindo vivências, ideias e ideais, o consciente e inconsciente dele é moldado de uma forma que possa impedi-lo de ir adiante em alguns aspectos.

Como resultado, essas crenças freiam o desenvolvimento das competências, habilidades e, também, das emoções de todos os indivíduos que as carregam. 

Portanto, é preciso ter cuidado para não deixar que o coeficiente emocional torne dessas crenças algo que faça parte da personalidade, geralmente sendo concepções falsas.

Segue alguns exemplos de crenças limitantes que são facilmente identificáveis no cotidiano de qualquer pessoa:

  • “Não sou bom o suficiente”:
  • “Não sou capaz de conquistar meus objetivos”:
  • “Não conseguirei aprender isso”:
  • “Ninguém se importa de verdade comigo”;
  • “Não tenho tempo para isso”.

Agora, perceba que, na maioria dos casos, as crenças limitantes carregam “não sou”, “não consigo”, “não tenho” e “não sei”. 

Os indivíduos que convivem com essas crenças, geralmente, reúnem as 3 características abaixo:

  1. Abrem mão das coisas de maneira fácil;
  2. Não terminam o que foi começado;
  3. Depois de tudo, retomam o que foi deixado de lado.

O curso de Crenças Limitantes ensina como identificá-las, e também, a como superá-las, agindo de forma que desenvolverá o colaborador de maneira pessoal, se tornando um profissional de alto nível com habilidades comportamentais necessárias para valorização e reconhecimento no mercado!

Benefícios que o Desenvolvimento das Soft Skills Agregam para o Profissional

Os benefícios que o desenvolvimento das Soft Skills trazem, tanto para o profissional quanto para a empresa que ele atua, vão desde o “simples” aprimoramento do relacionamento interpessoal que reflete, indiretamente, nos resultados positivos que a companhia conquista.

3 Benefícios para o Colaborador

Os três mais importantes benefícios que o desenvolvimento das habilidades comportamentais representam para o colaborador são:

  1. Relacionamento interpessoal, que é condutora de bons laços entre colaboradores e tem o conhecimento de saber se expressar, levando em consideração a empatia por terceiros e realizando, com assertividade, a maneira de comunicar o outro;
  2. Inteligência emocional, responsável por manter a paciência e resiliência do profissional no ambiente de trabalho, se estendendo por ambientes pessoais e refletindo positivamente na vida do indivíduo;
  3. Reconhecer as crenças limitantes e combatê-las, passando a acreditar no próprio potencial e trabalhando para conquistar a carreira que sempre imaginou ter.


3 Benefícios para a Empresa

  1. Profissionais engajados e comprometidos são resultados de Soft Skills aperfeiçoadas, sendo fundamentais para o aperfeiçoamento do colaborador no ambiente corporativo e trazendo maiores resultados para a empresa;
  2. Com profissionais envolvidos com objetivos e metas da empresa, sabendo otimizar o tempo e gerenciar tarefas, haverá maiores resultados positivos em termos de lucro e reconhecimento da companhia, conquistando o nível competitivo no mercado;
  3. A Cultura Organizacional, em conjunto com o Fit Cultural, jamais terão sido tão bem desenvolvidos em uma companhia quando serão com profissionais que tenham Soft Skills desenvolvidas, aperfeiçoadas e reforçadas. 

Como pode perceber até então, as Soft Skills são essenciais para que, tanto a empresa quanto o colaborador, consigam alçar voo no mercado profissional, com valorização e reconhecimento!

Fonte: Niduu - Disseminando Conhecimento.


Comentar
Compartilhar