Cultura Organizacional no Varejo: como desenvolver

A Cultura Organizacional é fundamental para qualquer empresa varejista, isso porque ela é a responsável por alinhar os colaboradores do negócio com as metas e objetivos da companhia.

Dessa forma, é possível unir uma equipe eficiente e focada, que esteja de acordo com as crenças e normas do estabelecimento.

Portanto, se a sua empresa de varejo ainda não possui uma Cultura Organizacional bem definida entre os colaboradores, agora você poderá identificar a sua e implementar no negócio.

cultura organizacional

O que é a Cultura Organizacional e Qual a sua Importância para o Negócio Varejista?

A Cultura Organizacional é um conjunto de normas, crenças e valores que serão os responsáveis por definir a atuação da empresa, tanto no mercado quanto nas dependências do negócio, entre os seus colaboradores.

Sendo assim, pode-se interpretar essa Cultura como o jeito de ser de cada companhia.

Logo, a importância da Cultura Organizacional na sua empresa varejista é enorme, visto que ela é capaz de alinhar os colaboradores com a empresa e conquistar um posicionamento da marca entre concorrentes.

Agora, quer compreender mais sobre as características da Cultura Organizacional no varejo? Então basta continuar a leitura abaixo.

Características da Cultura Organizacional no Varejo

As características da Cultura Organizacional condizem com os benefícios que são trazidos para o negócio varejista, uma vez que essa prática é implementada corretamente na empresa e adotada pelos colaboradores.

Confira, a seguir, 4 das características mais marcantes.

1. Inovação

A primeira diferença que a empresa perceberá ao adotar essa prática é o perfil inovador de colaboradores, que podem surgir com novos processos e ferramentas de trabalho.

Isso acontece devido a união da equipe e o sentimento de pertencimento ao negócio, o que resultará em um maior comprometimento dos colaboradores com a empresa.

Com isso, a Cultura Organizacional também influenciará na tomada de decisões do estabelecimento pelos gestores, como a implementação das novas ideias e observação dos resultados obtidos.

2. Estabilidade x Crescimento

As empresas têm se atentado mais em tomar decisões apenas após análise de dados, em segurança e passando longe de achismos. Sendo assim, é necessário estar ciente da disposição para correr riscos referente ao seu negócio.

Porém, é inevitável que, em algum momento, será preciso arriscar para crescer.

Logo, se a sua empresa tem um perfil mais conservador de Cultura Organizacional, é normal que se preocupe com o status quo e, pensando nos prejuízos que possam vir, opte por não arriscar.

Por outro lado, há empresas que aceitam os riscos e as mudanças que possam vir, conquistando o crescimento do negócio.

Portanto, tudo depende do tipo de Cultura que a sua empresa possui. Na sua empresa, vocês preferem a estabilidade ou o crescimento?

3. Análises

Agora, uma característica indispensável, que anda lado a lado de uma Cultura Organizacional bem implementada, é a atenção dos colaboradores aos detalhes.

Portanto, é fundamental que as equipes estejam atentas às necessidades dos clientes e da companhia, assim como dando atenção ao fornecimento de produtos, serviços e atendimento de qualidade.

4. Equipe Unida

A última característica da lista, porém uma das mais importantes, é a necessidade dos colaboradores serem uma equipe unida.

Com isso, o empreendimento pode traçar suas metas e objetivos pensando no trabalho em equipe e não em cada colaborador. Porém, se você não sabe como estimular o sentimento de time, aqui estão algumas dicas:

  • Dê uniformes para os colaboradores;
  • Trate todos de maneira igualitária;
  • Realize um processo de integração dos colaboradores;
  • Capacite a equipe como um tudo;
  • Forneça bonificações em conjunto.

Inclusive, criar metas e objetivos em equipe podem ser um excelente aliado para despertar o espírito de time em todos os colaboradores, incentivando o trabalho em conjunto.

Dessa forma, você conquistará uma equipe unida para o seu negócio e todos os colaboradores se auxiliarão, alcançando mais rapidamente o que foi proposto para o negócio.

Portanto, você pode perceber o quão importante é ter uma Cultura Organizacional na sua empresa e como ela é capaz de alavancar o seu empreendimento no mercado, entregando resultados positivos, tanto de forma interna quanto externa.

Tipos de Cultura Organizacional

Todas as características descritas acima envolvem a Cultura Organizacional, mas além disso, um filósofo chamado Charles Handy definiu 4 tipos de culturas que podem descrever o seu negócio.

1. Cultura do Poder

A Cultura do Poder tem sua liderança centrada no dono do negócio ou no gerente. Com o foco sendo alcançar resultados, geralmente, há muita competitividade entre os colaboradores.

Esse tipo de Cultura Organizacional é comumente visto em pequenos empreendimentos e é preciso dar atenção especial aos:

Evitando que os itens citados acima aconteçam na sua empresa e afetem o crescimento do negócio.

2. Cultura dos Papéis

Sobre a Cultura dos Papéis, o foco é o desempenho que os colaboradores possuem em seus cargos e, apesar dos processos serem bem definidos, são pouco flexíveis e não fornecem espaço para mudanças.

Portanto, nesse tipo de Cultura Organizacional é preciso manter os profissionais ativos, evitando que se acomodem em suas funções e o crescimento da empresa estacione.

Esse modelo de Cultura pode ser observado em empreendimentos de grande porte, onde é preciso que o fluxo de trabalho seja bem estruturado e certeiro.

3. Cultura das Tarefas

Com os resultados sendo os importantes na Cultura de Tarefas, os colaboradores são preparados para desempenhar suas funções com desenvoltura e precisão, integrando uma Cultura flexível e que gera motivação no trabalho

Logo, pode-se perceber que a empresa que adota a Cultura de Tarefas geralmente é aberta para novas ideias e processos inovadores

4. Cultura de Pessoas

A Cultura de Pessoas é focada na valorização dos colaboradores, onde é priorizada a integração de equipes e o investimento profissional em cada indivíduo.

Inclusive, um Plano de Carreira é bem vindo dentro desse tipo de Cultura Organizacional e os colaboradores costumam se autogerenciar

Implementando a cultura organizacional entre os Colaboradores de Varejo

Esse modelo de Cultura é nova no mercado e tem conquistado novos empreendimentos e startups. 

Qual a Melhor Cultura Organizacional para sua Empresa Varejista?

Pois então, sabendo dos tipos de Culturas Organizacionais que existem, será preciso analisar qual a melhor que se encaixa com o seu negócio e colocá-la em prática, mas sempre respeitando a natureza do empreendimento. 

Para uma análise precisa de qual é a Cultura adequada, será preciso identificar alguns detalhes da própria companhia, veja abaixo.

Missão, Valores e Visão

Ter o conhecimento desses 3 aspectos do empreendimento é fundamental para reconhecer a estratégia que deve ser usada pela empresa para se apresentar ao mercado. Logo, é essencial que todos os integrantes da companhia estejam cientes desses aspectos.

Para isso, basta responder as seguintes perguntas:

  • Missão - Qual a intenção da sua empresa no mercado?
  • Valores - Quais as características da sua empresa em relação aos colaboradores e aos clientes?
  • Visão - Onde a sua empresa quer estar após determinado período de tempo?

Por fim, é necessário verificar se o negócio, os colaboradores, o mercado e os clientes estão alinhados com as respostas.

Metas e Objetivos

Aqui, será preciso analisar as metas de curto e longo prazo, sendo possível observar o engajamento dos colaboradores com o negócio. 

Além disso, será preciso se atentar se as metas e objetivos que foram traçados para o empreendimento varejista está de acordo com a Cultura que a empresa quer implementar.

Porém, se for o caso de não haver alinhamento entre as partes, será preciso rever as metas e objetivos da empresa.

Conhecendo as Camadas da Cultura Organizacional

Existem 3 níveis de Cultura Organizacional que são as mais conhecidas, são elas:

  • Artefatos - com essa camada da Cultura, é possível definir se a empresa possui um perfil mais hierárquico ou inovador. Isso é capaz de ser observado pelo modo dos colaboradores se vestirem e se portarem no ambiente de trabalho.
  • Normas e Valores - aqui, se fala sobre os princípios que tem, como responsabilidade, nortear o trabalho que, apesar de não serem verbalizados, são reconhecidos e aplicados.
  • Pressupostos Básicos - são o inconsciente do empreendimento, crenças profundas que impactam as funções individuais e atividades diárias da equipe.

Mapeando cada item citado acima, é possível ter uma visão melhor de como o seu empreendimento varejista realmente é.

Pesquisas Internas

As pesquisas internas são importantes para observar o desempenho e o alinhamento de cada colaborador com o negócio.

Para isso, pode ser colocado em prática a Avaliação de Desempenho, que serão capazes de identificar onde está havendo deficiências nos processos das equipes e, com isso, o aperfeiçoamento profissional dos colaboradores.

Inclusive, analisando se o engajamento do time está de acordo com a necessidade da empresa, se tornará mais simples descobrir se os colaboradores estão de acordo com a Cultura que está sendo disseminada ou não.

Portanto, apesar de você traçar o tipo de Cultura Organizacional que precisa que seja implementada, é possível que se depare com uma Cultura já enraizada na empresa e que não é o que o empreendimento deseja difundir.

Porém, com uma boa estratégia e dedicação das equipes, isso pode ser mudado e a nova Cultura Organizacional adotada.

Realizando a Implementação da Cultura Organizacional entre Colaboradores de Varejo

Uma vez que a Cultura Organizacional foi bem definida, chegou o momento de realizar a sua implementação ao empreendimento varejista. Para isso, serão dadas 5 dicas de ações a seguir. 

1. Documente a Nova Cultura Organizacional

Em um documento, reúna as diretrizes da Cultura Organizacional do negócio, desde o código de ética até os valores, sendo que é possível inserir os princípios éticos que são aceitáveis no empreendimento e os que não são, também.

Quando o documento estiver pronto, disponibilize uma cópia para todos os colaboradores. Pode ser impresso e entregue pessoalmente ou enviado por e-mail.

2. Faça uma Reunião com a Equipe

Uma outra medida de implementação da nova Cultura Organizacional pode ser por meio de uma reunião com todos os colaboradores.

Dessa forma, é possível informar todas as novas diretrizes e características da Cultura que está sendo adotada pela empresa, havendo possibilidade de entregar a documentação em mãos e, inclusive, responder quaisquer dúvidas que possam surgir.

3. Dê Líderes e Gestores Como Exemplo

O líder ou do gestor do empreendimento influencia diretamente a Cultura e inspira os colaboradores

Portanto, é vital que o superior se mostre engajado na nova Cultura, aderindo às diretrizes, características e metas impostas para o negócio, assim como os princípios éticos descritos no documento.

Além disso, mais 2 ações são indicadas por parte de líderes e gestores:

  • A realização de feedbacks e, também, receber feedbacks;
  • Fazer demissões e contratações de acordo com a Cultura da empresa.

Confira abaixo.

Contratações e Demissões

Desde as contratações até as demissões, é imprescindível que a Cultura seja seguida e respeitada.

Com isso, quando estiver ocorrendo um processo seletivo para novos colaboradores, é essencial que esclareça a Cultura Organizacional seguida no negócio. Logo, perceberá que quem concorda com as pautas da Cultura, continuará no processo e, com o tempo, se tornará uma excelente adição ao time.

Por outro lado, quando o assunto é demissão, é preciso se atentar aos colaboradores que não querem seguir as diretrizes da Cultura, não a respeitando e prejudicando o ambiente de trabalho.

Nesse caso, é necessário que haja um melhor direcionamento do colaborador para acatamento das novas crenças, ou o seu desligando da empresa.

4. Organize Confraternizações

Para incentivar o sentimento de pertencimento dos colaboradores na empresa, é importante organizar uma confraternização de final de ano ou, até mesmo, reuniões informais quando alguma meta ou objetivo é alcançado.

Inclusive, podem ser ações menores, como lembrar do aniversário do colaborador. Qualquer atitude que resulte no estreitamento dos laços funcionário-empresa é válido.

Com isso, além de haver a aproximação das partes, a Cultura Organizacional é reforçada indiretamente.

5. Faça Pesquisas de Clima Organizacional

Não basta colocar em prática as medidas de implementação e torcer para a adoção da nova Cultura dar certo, é preciso monitorar a satisfação dos colaboradores.

Portanto, para isso, é realizado a Pesquisa de Clima Organizacional, sendo aconselhável ser feita de forma periódica, juntamente a Avaliação de Desempenho, que já foi dita aqui.

5) Dissemine a cultura por meio de treinamentos contínuos

Para transmitir a essência da organização aos colaboradores, nada melhor do que treinamentos contínuos e dinâmicos. Mas não adianta fazer aquela apresentação tediosa com o histórico da empresa no telão. É preciso alcançar as pessoas de forma criativa e empolgante, incluindo a cultura na grade de aprendizado.

Você pode, inclusive, criar um treinamento específico para adequação cultural e recompensar os colaboradores pela participação e sugestão de ideias.

Se você quer treinamentos mais flexíveis e instigantes, há soluções digitais que combinam gamificação, microlearning e mobile learning para turbinar a experiência. Assim, os colaboradores podem aprender a qualquer hora e lugar com microlições que valem pontos e desafios estimulantes.

Com essas estratégias, sua cultura organizacional no seu negócio do varejo será uma consequência natural, implementada e adotada pelos colaboradores, os engajando e levando o empreendimento varejista ao sucesso!

Fonte: Niduu - Disseminando Conhecimento.


Comentar
Compartilhar